quarta-feira, 23 de março de 2011

Musa - R.I.P. Elizabeth Taylor (1932-2011)



"Liz,  você sempre será minha eterna  

terça-feira, 22 de março de 2011

Hallelujah e suas notas tristes...

Quantas vezes eu já apaguei essa postagem? Eu já nem sei mais dizer. Enquanto estou aqui a escutar o Jeff Buckley, clamo por alívio, paz e brisa.

Olhei-me no espelho e tive vontade de atirar minhas mãos para quebrá-lo. Como alguém pode gostar de uma face como essa? Como? Há tantas pessoas bonitas lá fora...

É engraçado. Quando estou sozinha e o silêncio reina, é como se eu pudesse ouvir as ondas do mar. Porém fecho os meus olhos e imagino grandes histórias, com grama verde, balões coloridos e pessoas para compartilhar todo esse frescor de vida.

Está tudo tão difícil. Eu tenho um sentimento que se eu fosse resumir em uma canção, seria a Hallelujah na voz do Jeff - há a esperança, porém a melodia tem notas tristes...

Eu queria expressar tudo o que eu sinto, gostaria de apostar todas as minhas fichas e dizer todas as palavras que um dia eu ensaiei.

Mas o máximo que eu poderia conseguir nesse momento é saudá-lo com um cálice de licor e escutar por mim e por ele o álbum Grace.

Eu tenho que ser forte.

E tenho que ser realista.

Sim, eu tenho esse sentimento. Todavia acho que minha alma e coração ainda padecem pelas feridas que ainda não cicatrizaram...

E agora? Estou cansada, com medo... Quando não deveria.

Preciso de um abraço...

quarta-feira, 16 de março de 2011

Good vibrations, I need a little!!!


Bem, é uma época muito complicada. Confesso que, depois do feriado de carnaval, assolou-me um desânimo. É um sentimento difícil de explicar, pois, agora que vou atrás do que eu quero, parece que a teoria do caos resolveu aparecer. Não é algo de caráter físico e sim psicológico. E isso tem afetado minha frágil saúde a poucos dias de minha mudança.

Desculpem-me parceiros (as) de blog e queridos (as) leitores pela ausência de comentários e de postangens. Todavia, durante esse período crítico de moving & adaptation, o CQ&Sherlock não terá muitos posts ou até mesmo nenhum. Isso, acredito eu, durará apenas, no máximo, um mês - um pouco mais, um pouco menos... E quando, finalmente, estiver segura, relaxada e no meu novo lar, conhecendo o campo de batalha e mapeando o território, o Café voltará com o cardápio de sempre.

Por enquanto, continuo bebendo muito café. Também voltei ao mundo dos Phds  - Por Hora Desempregados  - e as primeiras horas foram de pânico! Contudo lembrei da Astronomia/Física e foi meu calmante.

E... Nesse momento em que escrevo essas linhas, o Japão está à mercê de um desastre radioativo, depois do grande terremoto e das tsunamis que acabaram com o País do Sol Nascente. Força!

Queridos (as) leitores (as), durante esse meu recesso de crise criativa e afins, leiam clássicos da literatura mundial e vejam filmes da década de ouro - descubram ou redescubram, por exemplo, Paul Newman, meu ator favorito, ou escutem álbuns do QueenDire StraitsNew OrderPink Floyd...

Até daqui um mês e alguns dias...

Obrigada!

sexta-feira, 4 de março de 2011

O carnaval de um sad french clown

Carnaval, de um ano para cá, não tem lembrado-me uma época muito boa. Na verdade, para mim, nunca foi "altamente confetes & serpentinas".No máximo, eu olhava as pessoas populares e descoladas brincarem felizes.

Porém este é o primeiro carnaval que eu não tenho vontade alguma de ver ou ouvir sobre o mesmo. Estou nauseada com este período.

Seria esse o sinal da minha velhice? Ou finalmente eu incorporei o sad french clown?

Contudo eu só tenho 1/4 de século... Então acho que assumi minha identidade de um triste palhaço francês.

Então, vou ficar em casa escutando meu álbum Love, Elvis do Elvis e o Grace do Jeff Buckley.

Contudo...

O CQ&Sherlock deseja a todos (as) um carnaval tranquilo e feliz - seja você um pierrot, uma columbina, um pirata, um beberrão ou um triste palhaço francês!