terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Então... É Natal! Aaaghrrr!!!

É a época mais comercial do ano e também a que mais detesto. Ora, esqueceram-se complementante que é tempo para comemorar o nascimento do Messias e não a chegada do Papai Noel e as renas trufi-trufi.

Lembro-me bem quando assistia ao desenho dominical Histórias da Bíblia (que passava no SBT). Ele sim tinha todo o sentido do espírito de natal, o espírito do "bem fazer." Era simples, porém coerente. Não havia esse fru-fru de bolinhas vermelhas e meias com fios de ouro. O sentido do Natal (e outras comemorações católicas) se fazia presente através dele próprio.

O Natal de hoje só serve para lembrar-nos das condições materiais uns dos outros - ricos tem ceia, pobres assistem ao especial da Xuxa e imaginando o quanto seria bom ter uma mesa farta e presentes para dar aos filhos e a família.

E, nessa altura, Advento que é bom? Nada. Os abastados preocupam-se se os trâmites da ceia (o peru e o leitão a pururuca) estão fluindo. A questão é: agradar aos convidados. E as crianças riquinhas, mimadinhas e rosadinhas (isso não é culpa delas) ficam imaginando as tais renas flutuando pelo céu, trazendo ipods, celulares, notebooks e Wii (tudo é modernidade... Quem precisa cantar Noite Feliz se temos um high-tech Jingle Bells?). E a classe média B, C, pobres e etc preocupam-se em gastar o 13º terceiro em presentes - então é Natal!

E quem fez uma doação (livre de publicações em jornais e peso na consciência - "é meu dever") antes de tudo isso?

E não pensem que aqui está um discurso somente socialista. Ora, se tudo é ruim, fique com o menos pior. Porém não há sistema econômico que impeça as pessoas de celebrarem o verdadeiro espírito do advento. Elas fazem isso porque simplesmente não dão a mínima se foi Jesus ou o carinha barbudinho que nasceu no dia 25 de dezembro (a data que foi carimbada pela Igreja Católica). Importante mesmo é festejar a hipocrisia.

Até mesmo minha bebida favorita, Coca-Cola, sofre um baque nesta época: odeio aquela musiquinha - tan, tan, tan, tan... Espalhe essa magia... Isso me dá calafrios.

É por essas e outras mais que o ano para mim começa só em abril. Não que eu goste dos acontecimentos normais, entretanto é mais fácil sair da rotina quando todas essas festividades fakes passam.

Eu sou da turma do Grinch. E ponto final.

15 comentários:

  1. Disse tudo. Não só essa, mas entre tantas outras datas comemorativas, o foco se torna o marketing/comércio ao invés do verdadeiro sentido do feriado. Sem contar, que feriado é sinônimo de folga. Então,ironicamente só nos resta ir às compras. Feliz Natal! ;)

    ResponderExcluir
  2. Já deixei de gostar do natal faz tempo, é puro comércio, geralmente passo a noite enchendo-me de bolod e doces e depois vou dormir ;*

    ResponderExcluir
  3. Apesar de toda essa baboseira de compras e mais compras, e papai noel. Acho que o espírito do Natal tem que se fazer presente. Lutemos por essa causa impossível \o.
    Seguindo teu blog flor, se puder segue tabm ?
    http://minhafrankness.blogspot.com/
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Acho que o amor deve ser maior do que as caixas de presentes. Adorei o blog, parabéns e muito sucesso ! E obrigada pela visitinha no blog, fiquei muito contente.

    ResponderExcluir
  5. Realmente isso acontece ><'
    Mas é algo que não se dá pra combater, já atingiu grande parte das pessoas... e confesso que eu gosto. Bom, pelo menos por enquanto, afinal, eu ganho presentes, e todo presente é bom. E talvez, quando for mãe, não goste tanto, UHAHHAUA. Mas o bom da minha família é que ela é religiosa, portanto, em cada momento nosso no natal, Jesus está presente, junto com a ceia e todas as lembrancinhas que ganhamos, lembramos Dele. Se todos fossem assim, seria ótimo, mas não é. Infelizmente, ><' Afinal, se perguntar o significado pra alguma criança ela não vai saber, é.
    Enfim, adorei o post... diferente do que costumo ver ^^

    ResponderExcluir
  6. Bem, eu não tenho religião, mas também não gosto do natal, por ser uma data completamente comercial. Além de que, as luzinhas, as árvores e neve falsas, o velho barbudo com casaco em pleno verão, tudo numa tentativa frustrada de copiar moldes natalinos perfeitinhos e irreais... tudo isso me dá nos nervos.
    A única coisa boa é que tem episódio especial de natal da minha série preferida xD

    ResponderExcluir
  7. é o natal é a data que o comércio mais lucra....
    mas quem saiba ainda exista um espírito do natal...
    www.centralmbc.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. olha, sou agnóstico e ateu, mas a minha opinião é indiferente as crenças e tradições

    respeito todos e todas, isso é o que falta no ser-humano moderno... respeito a DIFERENÇA

    vc tem razão naquilo que diz e eu complemento:

    Vejo mta gente q frequenta igreja, prega evangélio e fala em nome de Jesus... mas ama tanto a religião que esquece de amar o proóximo, o ser-humano

    Nos falta amor... respeito ao mundo em que vivemos

    parabéns pelo post

    retribua

    [b]COMENTE NA NOSSA RETROSPECTIVA DE FINAL DE ANO>> POSTS[/b]
    [i]Qual vc mais gostou?[/i]
    \/
    http://mikaelmoraes.blogspot.com/2010/12/recesso-do-blog-retrospectiva-2010-02.html
    \/
    Sigo quem me seguir
    - Basta avisar no comentário DEIXANDO O SEU LINK

    ResponderExcluir
  9. O comércio lucra, mas a data ainda tem valores que não são só financeiros. Adoro o Natal, me encanto com decoração, gosto da história bíblica e, nunca fui rica, mas a possibilidade de ter rena sobrevoando minha casa, me fascinava quando pequena. Acho que tudo faz parte.

    ResponderExcluir
  10. nossa, muito bom. Concordo contigo em partes, apesar de eu não ter uma religião hehe. Fiz até um post parecido no meu blog, dps dá uma olhada. Quanto a relação classe alta e baixa nessa data, você está certíssima!
    http://fuckingweblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Percebi que você não gosta do Natal.. sei que o principal é o nascimento de Jesus.. mais sempre adoto algumas coisas no natal e uma delas é isso(adotar uma carta no correio):

    http://preguicaalheia.blogspot.com/2010/11/promova-alegria.html

    Enfim parabéns pelo blog.. entra no meu e se gostar pode seguir!!

    ps.: estou te seguindo!

    Abraço,
    P.A.
    ______________________________________
    http://www.preguicaalheia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Natal não ser essa data tão medonha, porem creio que o problema está no sistema pois este sabe aproveitar e tirar bom proveito desta época, fazendo a "cabeça" de gande parte da sociedade ex: O setor infantil, qual muleke seja qual for a classe não quer receber um presentinho?.
    Para o sistema o natal realmente é a data dos ovos de ouro. E isto tira a verdadeira "magia" que o natal representa. Já quê o alvo visado é o lucro e não o que realmente o natal representa.

    ResponderExcluir
  13. Realmente minha amiga, o Natal hj em dia perdeu td a sua essência. Está muito capitalizado e consumista e o verdadeiro 'aniversariante'sempre acaba eskecido. É triste mais é verdade. grande abraço e feliz natal hohoho

    ResponderExcluir
  14. eu gosto do natal e das festas de fim de ano.... o que eu detesto é a hipocrisia que vez ou outra toma conta de algumas pessoas..... gente que se abraça e se beija no fim de ano e se odeia no resto dele..... bacana o texto

    http://leonardoangelos.blogspot.com

    ResponderExcluir

Querido (a) leitor (a), obrigada por ler e comentar no Café Quente & Sherlock! Espero que tenha sido uma leitura prazerosa. Até a próxima postagem!